[#006] Você não sabe o tamanho do seu Potencial!!! — Guilherme Salvador

Escola de Férias.

Nesse episódio do Apenã eu tive uma conversa que me tocou bastante. O Guilherme Salvador é um amigo que admiro muito e que tem feito algo muito importante: colocar seus valores em prática. A superação de problemas de saúde pode ser parte do desenvolvimento pessoal e, no caso dele, também proporcionou mais reflexão sobre a sociedade e o impulsionou a ser instrumento de impacto social positivo.

Crescendo em uma zona rural, é bem fácil termos dúvidas a respeito das possibilidades de crescimento a longo prazo e ignorarmos a existência de algumas oportunidades, pela simples falta de conhecimento a respeito delas. É fácil nos sentirmos impotentes e no geral tendemos a nos distanciar da capacidade de sermos agentes de mudança. Quando estamos no interior, é quase senso comum que o novo e interessante só vem da capital, muitas vezes somente na capital maior e mais distante, além das fronteiras do que conhecemos. A verdade é que essa é a receita para perdermos muito potencial pelo caminho (e que devemos questionar o senso comum).

Vamos perguntar: “Se não aqui, onde? Se não eu, quem?”

Mais uma vez me lembro da liberdade positiva e da liberdade negativa, pois o simples conhecimento a respeito das portas que estão ao nosso redor nos proporciona uma nova atitude a respeito do caminho a ser tomado. Encontrar as possibilidades que estão ao nosso redor é mais difícil que enxergar as portas presentes em um longo e escuro corredor. Nos depararmos com pessoas que nos auxiliam a iluminar esse caminho é sempre algo mágico — você já se perguntou como você pode ser essa pessoa para alguém?

Tive o maior prazer de receber o nosso mais novo colaborador do Apenã nessa conversa que também abordou assuntos como cultura, intercambio, vida na Holanda, etc.

Nos fale o que você achou desse texto deixando um comentário!
Nos encontre também nas redes sociais pelo 
Facebook ou Twitter
O nosso Podcast de entrevistas você encontra no 
SoundCloudDeezer e apps!
E o feed para você acompanhar todas as entrevistas é 
esse!

[#004] Uma mão amiga a apontar portas — Angelita Gomes Drunkenmolle

Angelita Gomes Drunkenmolle atenta em conversa sobre projetos de impacto com a comunidade. Foto: Andressa Silva.

A beleza de se desenvolver um trabalho que te dá “brilho nos olhos” é algo que pode ser visto de longe. Eu fico muito feliz de poder trazer para o Apenã conversas com pessoas assim, essa semana trouxemos a incrível Angelita Gomes Drunkenmolle.

Ela, mãe e mulher com um sonho grande de transformar a realidade dos jovens brasileiros, dando suporte de todas as formas para que eles possam se desenvolver em suas potencialidades, especialmente aqueles com Altas Habilidades. Ela enxerga o grande potencial, mas sabe que podem ser muitas as frustrações do jovem diante a realidade. Ela é tida como um ponto de referência para jovens que vêm conquistando os seus sonhos dia após dia, e o seu trabalho vem sendo reconhecido no meio educacional, tanto por profissionais da área quanto por empresários.

Mentoring Young Talents Brazil

Quando lembro do fim do ensino médio e daquela fase da vida recheada de inúmeras decisões com grande peso para o futuro, eu tenho quase um frio na barriga. Eu não sabia bem o que eu queria para o meu futuro, mas sabia dos valores que me guiavam e tinha medo de não conseguir concordá-los em “uma só área do conhecimento”, mal sabia eu como o mundo é diverso e complexo — e que um curso não tem como definir toda uma vida. Hoje trago uma visão holística para todos os projetos que desenvolvo e penso na diferença que faz sabermos da existência de uma porta ao lado. Mas quando a experiência não está do nosso lado, os caminhos são confusos e as oportunidades, mesmo que sejam muitas, nem sempre são facilmente encontradas.

“A vida não é fácil, mas você pode construir algo com o pouco que você tem, buscando os contatos certos, as informações e as ferramentas”

Nesse momento da vida é de extrema importância a orientação de um adulto experiente, não é algo simples, mas com as ferramentas certas, tudo fica mais fácil. Mostrar para o jovem as possibilidades nesses caminhos é empoderá-lo, é dar a liberdade (tanto positiva quanto negativa), para que ele possa fazer a melhor escolha. O desenvolvimento da nossa articulação é muitas vezes o fator determinante para indicar o impacto que produzimos. Mostrar para os nossos jovens a potencialidade que eles têm e para isso é indispensável lembrarmos de olhá-los como o que eles são, pessoas de grande potencial em formação.

Mentoring Young Talents Brazil.

As atividades para desenvolvermos essas potencialidades são infinitas, desde a divulgação de oportunidades, à mentoria e ao apoio psicológico. Para mim, essa é forma mais tangível para enxergarmos o amor ao próximo. Não só pelo resultado pessoal alcançado pelos jovens, mas também pelos resultados coletivos que a nossa sociedade poderá alcançar.

E assim, em um mundo cada vez mais internacionalizado, são trilhados os caminhos para construirmos os sonho de transformar a realidade dos jovens brasileiros.

Nos fale o que você achou desse texto deixando um comentário!
Nos encontre também nas redes sociais pelo 
Facebook ou Twitter
O nosso Podcast de entrevistas você encontra no 
SoundCloudDeezer e apps!
E o feed para você acompanhar todas as entrevistas é 
esse!